Chitãozinho & Xororó, show de profissionalismo

Dupla mostrou porque se mantém na lista dos mais vendidos e lota casas de espetáculos

Frederico Gazzola

Prejudicados pela chuva que desabou na quinta-feira, dia 6 de maio, programado para ser o primeiro dia da 14º Festa do Peão de Boiadeiro de Itu, Chitãozinho & Xororó tiveram seu show transferido para a segunda-feira, dia 10. Mesmo assim, o show da dupla, que retornou a Itu depois de dois anos de ausência, conseguiu reunir um bom público no Centro de Eventos José Gandini (Itusão): 8 mil pessoas assistiram a um espetáculo de qualidade irrepreensível, tanto na escolha do repertório como no aparato de som, iluminação e corpo de bailarinos.

Os chamados “Meninos do Brasil” fizeram jus ao título de precursores de um estilo musical que ultrapassou as fronteiras sociais e culturais para se transformar no fenômeno mercadológico que se mantém no topo da lista dos mais vendidos e lota casas de espetáculos das grandes cidades.

Como na segunda-feira não houve montarias, o show começou praticamente no horário previsto, às 23h15. Durante uma hora e meia, Chitãozinho & Xororó fizeram o público cantar o tempo inteiro, desde clássicos como “Fio de cabelo”, “Luar do sertão”, “Evidências”, “Nascemos pra cantar”, “Coração Sertanejo” e “Na aba do meu chapéu”.

Enquanto as violas eram afinadas, o público vibrou e acompanhou a plenos pulmões a interpretação da dupla para a música “Sozinho”, composição de Peninha, regravado por Caetano Veloso, e que integra a trilha sonora da novela “Suave Veneno”.

Mistério no novo trabalho

Antes de subirem ao palco, os irmãos sertanejos receberam algumas dezenas de fãs que se aglomeraram ao redor do camarim para tentar ver de perto seus ídolos e conseguir um autógrafo. Sempre educados e com grande carisma, Chitão e Xororó deram autógrafos e posaram para fotos com as fãs, ao mesmo tempo em que respondiam a perguntas dos jornalistas.

Entre as primeiras novidades, a dupla informou que já está preparando um novo trabalho, mas não divulgou detalhes sobre o novo CD que deve ser lançado no segundo semestre. Xororó apenas adiantou que seus fãs receberão muitas novidades. “Já falamos demais. Assim vamos estragar a surpresa”, brincou.

Xororó contou também que está batalhando, ao lado de Chitãozinho, que é um dos membros da Associação do Rodeio Completo do Brasil, pelo reconhecimento da atração como um esporte. No rodeio completo são disputadas oito modalidades em bois e cavalos, e utilizados, entre outros equipamentos, o sedém e a corda de lã, que foram proibidos em Itu desde o ano passado por iniciativa da Curadoria do Meio Ambiente.

“A partir de agora podemos dizer que os peões serão reconhecidos profissionalmente no País como praticantes de um esporte que é o rodeio”, declarou Xororó com entusiasmo. Segundo ele, dez cidades fazem parte do circuito de rodeio completo.

A primeira etapa deste ano foi realizada em Jaguariúna-SP, cuja festa ocorreu paralelamente a de Itu. “O presidente do Clube de Rodeio Unidos de Itu, Fernando Bicudo, já mostrou interesse em sediar um rodeio completo e, nos próximo ano, o público ituano poderá ver esta festa”, informou.

Sucesso na TV

Além dos shows que realizam por todo o País, há alguns meses, Chitãozinho & Xororó vêm obtendo bons índices de audiência na TV, onde participam aos domingos, do programa “Amigos & Amigos”, exibido pela Rede Globo. “Estamos abraçando este projeto com toda força. É muito bom para a música brasileira”, disse Xororó.

O cantor comentou que o programa comandado por seus filhos, Sandy e Júnior, também exibido pela Rede Globo nas tardes de domingo, vem liderando a audiência do horário. “É algo que nem sonhávamos e estamos felizes com o resultado”, afirma.



Leia outras matérias

Chitãozinho & Xororó, show de profissionalismo
EDITORIAL
Gian & Giovani, dez anos de sucesso
Ivete Sangalo, o calor baiano